Bithumb restaura metade dos fundos roubados

A corretora coreana de criptomoedas, Bithumb, anunciou suporte aos Tokens OmiseGO (OMG) e Kyber Network (KNC).

Publicado em 29 de junho de 2018 por

A cooperação com os sites de negociação de criptomoedas – vaquinha – permitiu que a Bithumb, uma das maiores corretoras sul-coreanas, reduzisse pela metade o dano do ataque de hackers. Isto foi relatado pela CoinDesk com referência ao comunicado oficial da empresa.

As perdas financeiras da corretora chegaram a 35 bilhões de won (US$ 31 milhões), sendo que graças a injeções financeiras de terceiros, esse valor foi reduzido para 19 bilhões de won (US$17 milhões).

De acordo com informações oficiais, os hackers roubaram depósitos de usuários em 11 diferentes criptomoedas, a maioria em Bitcoin – 2.016 BTC (mais de US$12 milhões no momento da publicação), 2.219 ETH (US$950 mil), 692 BCH (US$487 mil), 5,2 milhões XRP (US$2,4 milhões). Pequenas quantias de fundos foram roubadas em Tokens Aelf, Golem e Kyber Network.

Bithumb restaura metade dos fundos roubados. BTCSoul.com

Como a investigação do incidente continua, a Bithumb mantém restrições sobre a entrada e saída de fundos. No momento, a retomada plena dos serviços ainda não foi informada.

Vale ressaltar que, de acordo com a CoinMarketCap, após a invasão, os volumes negociados na Bithumb caíram de US$400 milhões para US$124 milhões.

Lembre-se de que o ataque à plataforma ocorreu no dia 20 de junho. Um dia depois, a gestão da corretora confirmou oficialmente o incidente e prometeu devolver os fundos roubados aos usuários. Note, por fim, que nesse contexto, o governo sul-coreano anunciou um enrijecimento da regulamentação para corretoras criptomonetárias. Leia mais sobre isso aqui.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment