Vamos conversar sobre a LCF Coin da LCFHC

lcf coin lcfhc

Publicado em 2 de junho de 2017 por

Depois de responder um contato do leitor Ricardo, nós ficamos intrigados com a LCF Coin da LCFHC. Devido a isso, fomos buscar informações dentro e fora do Brasil, e, abaixo, está o que conseguimos descobrir sobre a LCF Coin. LEIA ESTA ANÁLISE ATÉ O FINAL ANTES DE INVESTIR TEMPO OU DINHEIRO!

O que diz a proposta

No próprio site da LCFHC existem apenas informações esparsas, sem explicar muito do que realmente se trata a proposta, dizendo-se apoiada tanto pelo governo chinês quanto pelo Grupo Rothschild. Entretanto, tudo parece ser diferente quando conversamos com seus promotores.

Em uma apresentação, que lembra as de Marketing Multinível, recrutadores fazem seu discurso eloquente, salientando as futuras vantagens de sua moeda virtual. Conforme é dito por eles, a LCF Coin entrará no mercado já valendo 50 centavos e que, em breve, esse “novo Bitcoin” terá valor estrondoso e etc.

Quando se chega à parte prática, não existe muito a ser feito, uma vez que as moedas, supostamente, apenas poderão ser retiradas no dia 27/05. Até lá, a função dos recrutadores é a de cadastrar o maior número de pessoas possível para acumular o maior número de moedas que puder.

Cadastro

O cadastro da LCFHC para liberar as LCF Coins apenas pode ser feito de pessoa para pessoa, um modelo muitíssimo semelhante ao Marketing Multinível. Basicamente, cada um cria seu próprio formulário de cadastro no GoogleForms, onde os dados necessários para cadastro variam, e lá os interessados introduzem dados pessoais.

Dentre esses dados temos:

Publicidade

  • Nome completo
  • Data de nascimento
  • RG
  • Endereço completo
  • E-mail

Assim que o recrutador recebe o cadastro, ele insere os dados da pessoa no site LCFHC, gerando assim um login e senha para seu mais novo “afiliado”.

Preocupações quanto à LCF Coin

Após todo esse processo, a única preocupação da recém-cadastrado é em conseguir com que mais e mais pessoas sejam cadastradas sob seu registro. Fazendo isso, a plataforma da LCFHC computa LCF Coins para os participantes, ou seja, quanto mais você recruta, mais você ganha.

Entretanto, vamos agora à parte prática da história. A LCF Coin, literalmente, não é citada nos canais oficiais de criptomoedas como CoinMarketCap e nem mesmo existe um tópico, seja no BitcoinTalk ou em outro lugar, dizendo as especificações técnicas da tal moeda digital.

Sempre que uma nova moeda vai entrar no mercado, os desenvolvedores publicam tanto na rede quanto em seu próprio site como sua moeda criptográfica funciona. Dados como emissão total, protocolo de mineração, moedas pré-mineradas, e etc, o famoso White Paper.

Outra grande bandeira vermelha quanto à LCF Coin é que o Grupo Rothschild, em seu site oficial, declarou categoricamente que não tem nada haver com essa moeda digital, e que a mesma tem a aparência de um esquema fraudulento.

Uma pergunta que pode vir à sua mente é: Mas, se eles não cobram nada, tem como ser esquema? Sim, tem sim. Você já ouviu dizer que informação é poder? Então, agora imagine, várias pessoas empenhadas em recrutar o maior número possível, conseguindo de cada um deles um e-mail, nome, número de celular, RG e até mesmo endereço válidos.

Numa conta rápida, se 1 pessoa recruta 5, e cada 5 recruta 25, com 100 pessoas temos um grupo maciço de 500 que pode se multiplicar indefinidamente. E todas essas pessoas cederam seus dados pessoais para cadastro em um site metade escrito em chinês e metade escrito em inglês para ganhar uma moeda que não existe em nenhum local conhecido de criptografia e que seu próprio “grupo fundador” diz não ter o menor envolvimento/ciência.

Conclusão

Aparentemente, a LCFHC é um esquema que usa seus usuários para adquirir e compilar valiosas informações pessoais de, provavelmente, milhares de indivíduos. Apenas no valor baixo da Deep Web, toda essa informação “fresca” valeria uma fortuna.

Publicidade

Pense por um instante o que as pessoas poderiam fazer com os dados que foram conferidos ao cadastro da LCFHC. O roubo de identidade é um problema sério em nível mundial e é por isso que todo expert em segurança aconselha que não repassemos nossos dados pessoais, como endereço, nome completo, data de nascimento e e-mail, pela net de qualquer jeito.

Tome muito cuidado com qualquer coisa que ofereça ganhos absurdos. Se quiser ganhar dinheiro com criptomoedas, descubra como fazer isso em corretoras de criptomoedas. Não é grátis e nem fácil, mas ao menos você não estará perdendo tempo juntando dados para alguém estranho que, provavelmente, nem irá te pagar.

 

UPDATE: A Rothschild & Co lançou um novo documento em português falando sobre a LCF Coin. Veja o documento e o artigo clicando aqui. O Banco Popular da China lançou uma publicação desmentindo a existência de qualquer moeda vitual  vinculada ao governo da China. Veja mais.

 

Thiago
Thiago é co-fundador e o suporte técnico, famoso faz-tudo, por trás do BTCSoul. Para ele o interesse nas criptomoedas, Blockchain e Bitcoin se encontra também em seu código.

Leave a Comment