Votação baseada em Blockchain é considerada sucesso em Zug

Durante o verão na Suíça, a cidade de Zug realizará a primeira eleição municipal do país através da tecnologia de Blockchain.

Publicado em 3 de julho de 2018 por

O cantão de Zug, também conhecido como “vale criptomonetário”, completou com sucesso o primeiro experimento com um sistema de eleições locais baseado na tecnologia de Blockchain. Isto foi relatado pelo portal Swissinfo.ch.

A votação municipal piloto usando tecnologia de Blockchain foi conduzida no período de 25 de junho a 1 de julho e foi o primeiro experimento desse tipo no país europeu.

Apesar do pequeno número de participantes na votação (72 pessoas de um total de 240 que tiveram acesso ao sistema), o chefe do departamento de comunicação do Zug, Dieter Müller, acredita que tudo correu muito bem.

“O experimento acabou sendo bem-sucedido”, disse ele, acrescentando que nos próximos meses, uma avaliação técnica da votação será realizada.

A votação de teste foi desenvolvida para verificar a eficiência do sistema de identidade digital (eID) lançado em novembro de 2017, que permitirá aos cidadãos votar através de seus dispositivos móveis.

Além de votar em pequenas questões municipais, durante a votação, os cidadãos foram convidados a responder se o sistema de identificação eletrônica baseado em Blockchain deveria ser usado para votação no futuro.

Praticamente todos os que participaram do experimento acharam este método de votação muito simples: apenas três pessoas tiveram uma opinião diferente. 22 entrevistados disseram que estavam prontos para usar sua identificação digital para pagar impostos ou participar de pesquisas regulares. 19 pessoas anunciaram sua prontidão em usar a identificação digital para pagar pelo estacionamento, mais três para visitar a biblioteca.

Como a votação foi conduzida no modo de teste, seus resultados não serão obrigatórios para as autoridades da cidade.

Lembramos que, após a criação do “vale criptomonetário”, um centro global para o desenvolvimento de criptomoedas e Blockchain, Zug se tornou um dos principais ecossistemas do mundo para criptomoedas, Blockchain e tecnologias de registro distribuído. Em 2016, o Bitcoin começou a ser aceito em Zug como pagamento por alguns serviços municipais.

Por fim, graças ao “vale criptomonetário” e à política isenta de impostos para criptoinvestidores, a Suíça é considerada o país da Europa mais amigável à Blockchain.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment