Coréia do Norte pode estar envolvida em hacking à Coincheck

A Agência Nacional de Inteligência (ANI) da Coréia do Sul lançou uma investigação sobre o possível envolvimento de hackers norte coreanos no hacking à Coincheck – durante o qual cerca de US$533 milhões em NEM foram roubados.

Publicado em 6 de Fevereiro de 2018 por

A Agência Nacional de Inteligência (ANI) da Coréia do Sul lançou uma investigação sobre o possível envolvimento de hackers norte coreanos no hacking à Coincheck – durante o qual cerca de US$533 milhões em NEM foram roubados. Essa notícia foi veiculada pela Nikkei.

De acordo com a ANI, dentro do ataque à corretora japonêsa foi encontrada uma série de características distintivas inerentes às operações de hackers norte-coreanos. Os pesquisadores acreditam que o atual ataque à Coincheck tem muito em comum com o ataque ao site sul-coreano Youbit, que em dezembro do ano passado foi forçado declarar falência pois cerca de 17% de seus ativos foram roubados.

Os investigadores da ANI ainda não conseguiram encontrar provas irrefutáveis do envolvimento de Pyongyang no hacking à Coincheck, sendo que essa ainda é considerada uma das principais versões, como acrescenta o advogado que participou da reunião do departamento. Ele também observou que, de acordo com a ANI, a Coréia do Norte começou a expandir a gama de métodos de mineração ilegal de criptomoedas. A Pyongyang também é creditada a disseminação dos vírus de mineração que extraem Monero em computadores afetados.

Vale ressaltar que, na opinião de especialistas, no contexto da “mania” criptomonetária global, o regime norte-coreano pretende estabelecer o controle sobre um significativo número de Bitcoins existentes usando vírus extorcionistas, roubos e mineração.  

A empresa americana AlienVault, especializada em segurança cibernética, também descobriu um software para mineração escondida que envia criptomoedas extraídas ao servidor da Universidade Kim Il-sung, em Pyongyang.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment