Mídia: Google poderia ter proibido a publicidade de criptomoedas devido a planos de lançar sua própria moeda digital

O gigante da Internet, Google, anunciou nesta segunda-feira, 2 de abril, que a partir de hoje, a proibição de adicionar novas extensões de criptomoedas à Chrome Web Store entra em vigor, sendo que após algum tempo a empresa removerá todos os produtos similares existentes.

Publicado em 4 de junho de 2018 por

A decisão do Google e do Facebook de proibir completamente a publicidade de criptomoedas poderia ter derivado de planos dessas empresas de lançar suas próprias moedas digitais. Além disso, este passo é considerado por muitos algo antiético e mal pensado. Isto foi relatado pelo Independent com referência a especialistas do setor.

Como observa o jornal, o Google e o Facebook já demonstraram interesse no setor de criptomoedas e Blockchain, sendo que segundo alguns analistas, isso sugere que a proibição da publicidade pode ter sido motivada não apenas pelo desejo de combater crime.

Publicidade

Publicidade

“Entendo que o Facebook e o Google estão sob grande pressão no contexto da regulamentação de conteúdo, mas continuam a anunciar sites de apostas e outras coisas antiéticas. Eu suspeito que a verdadeira razão para a proibição possa ser planos de criar sua própria moeda digital. Dessa forma, eles entrarão no mercado em seus próprios termos”, afirmou Philip Nunn, diretor-geral da empresa de investimentos de Manchester, Blackmore Group.

Em março, o porta-voz do Google se recusou a comentar sobre a proibição e especulação em torno dos planos relacionados às criptomoedas e Blockchain, mas observou que a empresa estava estudando essa tecnologia.

“Os funcionários de nossos projetos estão estudando o uso potencial da Blockchain e de muitas outras tecnologias recentes, mas é muito cedo para especularmos sobre quaisquer planos para sua aplicação”, ressaltou ele.

Publicidade

Publicidade

Lembramos que em maio, o ex-chefe do Facebook Messenger, David Marcus, anunciou que lideraria um grupo de estudo da Blockchain, que se reportará diretamente ao diretor técnico da empresa, Mike Schrepfer.

Vale ressaltar que como relatado anteriormente, o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, perguntou aos seus seguidores no Twitter se deveria parar de trabalhar na Ethereum Foundation e mudar para o Google. Assim que o número de votos “contra” chegou a 59%, o tweet foi apagado.

Chrys
Chrys é fundadora e escritora ativa do BTCSoul. Desde que ouviu falar sobre Bitcoin e criptomoedas ela não parou mais de descobrir novidades. Atualmente ela se dedica para trazer o melhor conteúdo sobre as tecnologias disruptivas para o website.

Compartilhe!

Leave a Comment